NEWSLETTER

Frutas cítricas e outros alimentos bons para evitar a imunidade baixa

Sistema imunológico nada mais é do que a defesa natural do nosso organismo contra bactérias, vírus, fungos, parasitas e outros microorganismos que causam doenças. Como estamos vivendo uma pandemia global, causada por um vírus desconhecido, mais do que nunca é importante evitar a imunidade baixa e garantir que nossa defesa biológica esteja funcionando perfeitamente. 

A boa notícia é que existem alguns alimentos (como frutas cítricas, por exemplo) e práticas que você pode seguir para evitar a imunidade baixa, assegurando-se de que esteja devidamente protegido para combater a COVID-19.

É sobre isso, aliás, que falamos a seguir!

Neste artigo, você vai aprender:

– Como o sistema imunológico funciona e por que o novo coronavírus é uma ameaça ao nosso organismo;
– Mitos sobre o sistema imunológico que você precisa entender;
– Além das frutas cítricas, quais outros alimentos são bons para a imunidade;
– Quais são as práticas recomendadas para evitar imunidade baixa. 

Vamos lá?

Para começar, é importante esclarecer… 

Como funciona o sistema imunológico

Alimentos bons para evitar a imunidade baixa

O sistema imunológico é formado por uma série de dispositivos do nosso corpo que nos defendem contra agentes externos que podem nos fazer mal.

Fazem parte desse arsenal de defesa a pele, os pelos, os cílios e até o ácido presente em nosso estômago. Todos esses mecanismos – que compõem a imunidade natural – agem para evitar que invasores mal-intencionados danifiquem nosso organismo.

Além disso, existe também a chamada imunidade adquirida, que é uma defesa produzida especificamente para cada tipo de microorganismo. Ao longo da nossa vida, conforme entramos em contato com o ambiente à nossa volta e todos os microorganismos presentes nele, desenvolvemos constantemente esse sistema imunológico específico.

Para cada tipo de organismo, produzimos determinados anticorpos de defesa. Esses anticorpos possuem memória, ou seja, cada vez que um agente já conhecido tenta invadir nossas células, os anticorpos o reconhecem e agem rapidamente para evitar que ele nos prejudique.

Graças a esse sistema, muitas vezes somos infectados e nem nos damos conta, já que nossos “defensores” imunológicos agem antes que algum sintoma seja gerado.

Existem dois tipos de imunidade adquirida:

– Imunidade espontânea

Nesta categoria estão os anticorpos que o corpo fabrica ao entrar em contato com um agente infeccioso específico. Nesse processo podemos apresentar sintomas de doença ou não.

– Imunidade induzida

A criação de anticorpos pelo nosso organismo através do processo de imunização (vacina) é chamada de imunidade induzida.

O problema do novo coronavírus

Alimentos bons para evitar a imunidade baixa e combater a COVID-19

O que torna o novo coronavírus tão impactante é o fato de que ele é um agente desconhecido. Ou seja, não temos anticorpos específicos para ele e também não existe vacina para desenvolver a imunidade induzida. Consequentemente, mais pessoas ficam doentes e desenvolvem sintomas, e ele se torna mais contagioso, também.

“Como não temos uma proteção natural, todas as pessoas estão suscetíveis a serem infectadas, e esse é um dos motivos pelos quais ele tem maior propensão de se espalhar”, explica o infectologista Estevão Portela, vice-diretor de serviços clínicos do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas.

Então, mais do que nunca, é importantíssimo garantir que nossos defensores biológicos estejam a postos para batalhar em nome da nossa saúde! 

A alimentação é um dos pilares fundamentais para garantir um sistema imunológico balanceado. Porém, não é “qualquer alimentação”... 

Frutas cítricas e outros alimentos bons para a imunidade

Frutas cítricas e outros alimentos bons para evitar a imunidade baixa

Se o sistema imunológico é uma máquina de defesa, vitaminas, nutrientes e minerais presentes nos alimentos são o combustível necessário para que ela continue funcionando perfeitamente. 

Quer evitar imunidade baixa? 

Então, precisa investir em combustíveis de boa qualidade. Ou seja, deve focar em uma alimentação saudável, variada e composta prioritariamente de alimentos naturais e menos processados.

É importante entender que não existe um alimento ou um grupo alimentar que, sozinho, vai balancear a imunidade. É preciso ter bons hábitos alimentares como um todo.

No geral, alimentos ricos em nutrientes como, por exemplo, ômega-3, vitaminas A e C, zinco, selênio, ferro e glutamina são os principais parceiros do sistema imunológico.

Abaixo, apresentamos alguns tipos de alimentos bons para a imunidade, que fornecem esses nutrientes:

Futas cítricas

Laranja, kiwi, morango, abacaxi, acerola, limão, caju, tangerina. Todas essas frutas cítricas são ricas em fibras e vitamina C, nutrientes que estimulam a resistência às infecções e aumentam a produção de células de defesa.

Alho

Contém a substância ativa alicina, que tem ação antiinfecciosa e antiinflamatória. Consumido cru, cozido, no preparo de outros alimentos, em saladas ou em sopa, estudos revelam que o alho pode ajudar nosso organismo a se proteger de várias doenças.

Cebola

É rica em vitamina C e em vitaminas do complexo B, que possuem ação antibacteriana, antifúngica, antiinflamatória, antiasmática, desintoxicante e antioxidante.

Cogumelo

Os cogumelos são ricos em antioxidantes e em selênio. Quando os níveis de selênio no organismo estão baixo, ficamos mais suscetíveis a gripes e constipações. Além disso, os cogumelos também são ricos em vitaminas do complexo B, que fortalecem o sistema imunológico.

Gengibre

Essa é uma raiz que possui propriedades antiinflamatórias. E ainda, contém um princípio ativo chamado gengirol – um potente antioxidante que ajuda no fortalecimento do sistema imunológico. Portanto, é excelente para ajudar a evitar a imunidade baixa.

Gorduras saudáveis

Azeite de oliva, peixes como salmão e sardinha (que contêm Ômega 3 e 6), abacate, linhaça e nozes possuem “gorduras do bem”, que regulam as células imunológicas e ajudam a prevenir doenças cardiovasculares.

Castanha do Pará

Rica em gordura mono e poliinsaturada, a castanha do Pará ajuda a reduzir o LDL colesterol (colesterol ruim), aumentar o HDL colesterol (colesterol bom), promove saciedade e mantém a glicemia constante, evitando a hipoglicemia. Além disso, também é rica em selênio.

Carnes e frutos do mar

Carnes de todos os tipos (principalmente a vermelha) e frutos do mar (em especial as ostras) são alimentos ricos em ferro e em zinco – minerais fundamentais para o bom funcionamento do sistema imunológico.

Feijão

Além de ser uma fonte importante de ferro e de potássio, e de ser rico em proteínas, o feijão também aumenta a quantidade de zinco no organismo. Portanto, é uma ótima opção para vegetarianos e veganos que não comem carnes e frutos do mar.

Agrião, rúcula, couve e brócolis

Esses quatro vegetais possuem uma característica em comum: uma grande quantidade de vitamina A. Essa substância ajuda a proteger mucosas, como a do nariz, dificultando a transmissão de doenças.

Bom cardápio, não é mesmo?

Leia também!

Alimentação saudável: o que entra e o que não entra?

 Práticas fundamentais para evitar a imunidade baixa 

Alimentação saudável é muito importante para evitar a imunidade baixa. Contudo, ela não é o único fator que interfere na qualidade do nosso sistema imunológico.

Especialistas da área da saúde indicam que, além de ter uma alimentação balanceada, para garantir uma imunidade saudável é preciso:

😴 Dormir bem

A falta de uma boa noite de sono afeta diretamente o funcionamento do sistema imunológico. Isso porque é enquanto dormimos que o nosso corpo produz a maior quantidade de células de defesa. 

“Estudos mostram que dormir menos de cinco horas por noite aumenta em quatro vezes a chance de desenvolver infecções respiratórias, como gripes e resfriados”, ressalta Ana Caetano Faria, professora titular de Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

🏃‍♀️ Praticar exercícios físicos moderados regularmente

A prática de atividade física de intensidade moderada libera hormônios que ajudam a regular o sistema imunológico. Ou seja, quando nos exercitamos, incentivamos o organismo a produzir mais células de defesa. 

🧘 Reduzir o estresse

Em situações estressantes, o corpo libera mais adrenalina – hormônio que acelera o coração – e também cortisol – substância que eleva a pressão e aumenta o aporte de energia aos músculos. Contudo, a produção contínua de adrenalina e cortisol desequilibra totalmente o sistema imunológico.

💦 Hidratar-se constantemente

A hidratação interfere nas funções do organismo como um todo. As células, o sangue e os órgãos precisam estar devidamente hidratados para que possam funcionar adequadamente. Consequentemente, também impacta o desempenho do sistema imunológico. 

Atenção!

Hidratação exagerada também pode causar problemas. A quantidade diária adequada de água para pessoas adultas é de 35mL por quilo de peso corporal. Exemplo: 35mL x 60kg = 2,1 litros de água por dia.

 

Mitos sobre o sistema imunológico!

❌ É possível “aumentar a imunidade”? ❌

Você já leu algum texto ou ouviu falar de algum produto ou alimento que promete “bombar” sua imunidade? Saiba que isso não é possível.

Alberto Chebabbo, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, destaca que existe imunidade normal e imunidade baixa – causada por algum problema de saúde, por idade ou por um estilo de vida não saudável. Mas não existe isso de “imunidade alta”.

“Quem tem imunidade normal, tem o risco de contrair uma doença e desenvolver os sintomas. Quem tem imunidade baixa, inclusive os idosos, porque seu sistema imunológico já envelheceu, tende a apresentar os sintomas mais graves da doença”, salienta.

❌ Existe algum alimento ou prática que previna a COVID-19? ❌

Circulam pelas redes sociais e aplicativos de mensagens receitas aparentemente milagrosas de alimentos que poderiam curar e/ou prevenir a COVID-19. Café, chá de limão, alho, alimentos alcalinos… Nada disso é remédio ou vacina contra o novo coronavírus.

Inclusive, justamente para evitar que esse tipo de desinformação acabe enganando muitas pessoas e até prejudicando a saúde da população, o Ministério da Saúde tem um serviço exclusivo para desmentir Fake News relacionadas ao novo coronavírus.

Clique aqui para conhecer os mitos quebrados pela entidade.

➜ E clique aqui para ter acesso a informações oficiais sobre a pandemia da COVID-19.

O que ajuda a manter a COVID-19 longe de você

Para concluir, é importante deixar claro que um estilo de vida saudável não garante que você não seja contaminado pelo novo coronavírus.

Portanto, a única maneira de se prevenir contra a COVID-19 é seguindo as recomendações do Ministério da Saúde. São elas: 

🖐🧼💦 Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, sempre antes e depois de mexer ou tocar em objetos compartilhados e/ou entrar em contato com outras pessoas. Se não houver água e sabonete em determinada ocasião, você pode usar um desinfetante para as mãos à base de álcool (com concentração de 70%);

👄🚫 Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos não lavadas;

🤒 Evitar contato próximo com pessoas doentes;

🤕 Ficar em casa quando estiver doente;

🤧 Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar. Pode ser com a dobra do braço ou com um lenço de papel – que depois deve ser jogado no lixo;

🧼 Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência;

🍴🥛 Não compartilhar copos, talheres e objetos de uso pessoal.

Contudo, é inegável que uma imunidade regularizada vai ajudar seu corpo a se defender desse agente desconhecido.

Então, invista em uma alimentação saudável e variada (consumindo as frutas cítricas e os outros alimentos que ajudam a evitar a imunidade baixa que citamos aqui), evite estresse, durma bem e pratique exercícios regularmente. Assim, sua imunidade estará em dia e mais preparada para enfrentar não apenas a COVID-19, como outras doenças que possam prejudicar a sua saúde!

Saiba mais!

Faça sua parte no combate à COVID-19: boas práticas para o dia a dia e no supermercado

Imagens: Envato ElementsBackground vector created by mokoland - www.freepik.com

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One comment on “Frutas cítricas e outros alimentos bons para evitar a imunidade baixa”

  1. Olá Roldão, tudo bem?
    Quero agradecer por todas as informações maravilhosas e todo conteúdo contido aqui.
    Foi muito importante para melhorar meus conhecimentos.

VEJA TAMBÉM

Nenhum artigo relacionado encontrado.

Nenhum artigo relacionado encontrado.

Nenhum artigo relacionado encontrado.

Cadastre-se e receba conteúdo exclusivo para você, sua casa ou seu negócio.

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram